quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

🍎🍌🍐A introdução alimentar do Joaquim 🍐🍌🍎 A introdução de frutas!!!



Durante a gravidez li muito, vi muitos vídeos e me encantei pelo método BLW (Conheça o método https://youtu.be/BZiIUzsecv4 ). Pronto, qdo o Joaquim fosse iniciar a introdução alimentar dele seria pelo BLW. Daí Joaquim nasceu, a realidade bateu e a introdução alimentar dele precisou começar
aos 4 meses! Sem total domínio do e corpinho não foi possível iniciar com o BLW
então fizemos um misto de técnicas e teorias que vou chamar aqui de "intuitiva". A ideia foi ir sentindo como o Joaquim respondia, ao que ele se adaptava e ir respeitando o tempo dele!!! Foi libertador quando eu internalizei que introdução alimentar É INTRODUÇÃO, é aprendizado, é entender que o bebê não vai começar comendo e comer como um bebê maior logo já de cara!!! O leite ainda é o alimento principal do bebê! Fale com o pediatra do seu bebê a respeito da necessidade de reposição de vitaminas e ferro nessa fase! O crescimento é acelerado, os dentinhos estão a caminho e nem todos os dias os pequenos vão estar dispostos a comer e tá tudo ok!!!😉😉!! Nós mesmos não temos a mesma fome todos os dias não é mesmo!?!
↪️No nosso método "intuitivo" fomos orientados pela pediatra a dividir em 4 fases! Frutas, legumes, arroz e feijão e por fim carne. Cada fase deveria levar cerca de 15 dias e ao final de dois meses, ou seja, aos 6 meses ele estaria comendo tudo!!! Começamos então pelas frutas! Ouvi muito se que começar pelas frutas é ruim pq depois o bebê nega as papas salgadas. Assumimos o risco e começando pelas frutas. Manga, banana maçã (por ser a menos alergênica), abacate, maçã, pera e Mamão papaia!!! Todo dia no lanche da tarde dávamos um fruta e o Joaquim foi aceitando bem! Muita farra e fotos fofinhas todo sujo!!! A quantidade aceitada por ele bi variava e ainda varia em cada fruta! Manga que ele adora ele come uma inteira, banana também! Já maçã e Pera só uma banda e Mamão papaia um quarto dele. Sempre oferecemos e deixamos ele dizer até quanto quer. A maçã oferecemos raspada, a pera, manga, abacate e mamão amassadas e a banana inteira e ele vai amassando na boca! ❤️!!! No início ofereciamos um fruta por 3 dias seguidos, observando assim possíveis reações no corpinho e intestino e então passávamos para a próxima fruta! Depois de vencida essa fase começaram as misturinhas! Papinha de maçã cozida, banana com Mamão e aí a criatividade vai fluindo, mas nada ácido ainda, somente depois dos 6 meses!!!
↪️ Muito me perguntam sobre darmos suco ao Joaquim, teoricamente como ele foi liberado para comer frutas ele também pode tomar os suquinhos, mas optamos por não dar suco ainda. Estudos relacionam a frutose, açúcar das frutas, à malefícios e possíveis problemas de saúde. Optamos então por dar a fruta, água e qdo o Joaquim nega muito a água damos assim a agua de coco!!!
Hoje na nossa rotina as frutinhas já estão consolidadas, Joaquim adora e já faz farra qdo vê o pratinho! Possivelmente qdo ele estiver sentando migraremos para o método BLW adaptado ao que vivemos, já que será uma continuação da introdução alimentar dele que começou aos 4 meses!!!
#IntroduçãoDaÁgua #IntroduçãoAlimentar #BLW #IntroduçãoBLW #BebêTaCrescendo #ComendoFrutinha #Banana #MaeDeMenino #JoaquimBT #JocaBT #MaeDeMenino #CoisasDeMãe #maedeprimeiraviagem #MãeDePrimeiraViagem #Mamãezices #Maternidade #PresenteDeDeus #QuintoMêsJoaquimBT #BebêTaCrescendo #BebêTaComendo #Papinha #Papa #BaguncinhaBoa #SucoAindaNão #BebêSaudável

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Diário de Gratidão!



"A palavra gratidão tem a sua origem no latim “gratia” que tem seu significado na palavra graças ou gratus que em sua tradução ao pé da letra significa agradável. Sendo assim, entende-se que a gratidão denomina-se pelo entendimento de ser grato a algo que a vida nos dá, sendo ele bom ou ruim."
                   (Retirado de: Você sabe mesmo o significado da gratidão? )




     Há um tempo atrás antes de dormi li um frase que muito me colocou para pensar... Nela dizia "e se ao acordar você só tivesse aquilo ao qual você agradeceu hoje?". Fiquei pensando em no que eu agradecia todos os dias ao dormir e no que eu deixava de fora por achar ser comum ou irrelevante! Desde de então ao fazer minhas preces antes de dormir tenho elencado as coisas as quais sou grata! Desde as mais simples até as mais dolorosas, mas que trazem aprendizado! 
     Dentre tantas coisas as quais sou grata escolho uma para ser a gratidão do dia, meio que na ideia do *pote da gratidão* (Não Conhece!?!Então vale a pena conhecer o Pote de gratidão que tá bem explicadinho nesse link pela fofa Juliana Goes!), mas não uso o pote, acabei optando por uma caderneta que me deixa mais livre para escrever, seja o porquê ou apenas uma palavra. Então todos os dias eu escolho uma coisa à qual sou grata aquele dia. Muitas vezes as coisas se repetem, por vezes a coisa é dolorosa, mas é sempre algo ao qual me tocou aquele dia! 
     E no que isso ajuda!?! A ser mais grata, a dar valor as coisas e em dias mais cinzas reler as coisas as quais escrevi alí me faz bem! Me faz sorrir, ver o quanto somos afortunados e abençoados e me dá forças para seguir em frente!!! 
     E você ai, sabe ao que agradeceria no dia de hoje!?! Que tal tentar!?! Se fizer depois me conta como foi a experiência!

Beijokas, Lorena!





quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Ser mãe para ser filha...



     Sempre ouvi da minha mãe que eu era a coisa mais preciosa da vida dela, aquilo me acalentava o coração e me fazia feliz, mas eu nem de longe conseguia entender a força e o poder daquelas palavras. Quando engravidei minha mãe dizia que eu entenderia o que ela me falava e eu achava que aquilo que sentia durante a gravidez já era grande o bastante e me fazia entender, mas eu estava enganada! 
     Joaquim nasceu em condições adversas, ficou uns dias na UTI e enquanto ele lutava para sobreviver nós lutávamos espiritualmente por ele! Orações, pedidos de intercessão, cultos, bençãos e muita fé! A chegada dele em nossa vida foi forte e transformadora! Ele precisava de pais e uma família nova e renascida na fé e assim quando estávamos prontos ele veio para nossos braços!!! Aí eu pensei que entendia o que minha mãe falava "você é a coisa mais preciosa da minha vida!" , mas fomos para casa e tivemos que dia-a-dia nos conhecer, nos descobrir. Aprender a ser mãe, quer dizer, além disso, aprender a ser mãe do Joaquim e o Joaquim aprender quem era a mãe dele! Foram dias intensos de pouco sono, nenhum tempo para Lorena ser Lorena, muitos hormônios e seus *lindos* efeitos, muito medo, culpa e muito, mais muito amor! E eu pensava, "Ahhh, agora sei o que minha mãe me falava!", mas não em sua totalidade! 
     A fase do puerpério passou, Joaquim não é mais um recém nascido, é um jovem rapaz de 5 meses, hehehe, e eu vejo que a cada dia eu entendo mais e mais o que minha mãe me falava, "Você é a coisa mais preciosa da minha vida!". Isso me fez ver minha mãe com outros olhos e por consequência me fez ver/ser um pessoa diferente! Ser filho é muito mais intenso e poderoso do que eu imaginava!!! 
   Muito se fala sobre a maternidade romantizada e ultimamente tem se comentado bastante sobre a "maternidade real", aquela nua e crua e por vezes dura, mas dificilmente se fala do poder e intensidade que é ser filho!!! Ser o receptáculo de tamanho amor e aspirações!!! Carreguei tamanho amor por tantos anos dentro de mim e nunca me dei conta de tão louco e intenso era isso!!! Olho para o meu pequeno e fico imaginando meus pais e tios comigo. O amor, os cuidados! Uma pena não termos memória ativa disso... Uma pena o Joaquim não lembrar de todo esse amor desde o principio... Uma pena! 
     Ser filho é lindo e poderoso! É carregar um pedaço dos nossos pais aonde quer que estejamos... É ser sempre amado de uma forma tão única e intensa, mas pouco paramos para pensar nisso... Ser mãe sem dúvida me fez ser uma filha diferente do que era antes!
      Beijokas, Lorena!